Infelizmente é muito comum vermos cães inseguros, mas ainda existem muitas dúvidas de como diagnosticar esse sintoma. A insegurança é um elemento perigoso como característica de um cão, e se não trabalhada pode levar a sérias consequências no comportamento dele a longo prazo.

Cães inseguros são vistos com muita pena e nossa reação natural é acolhê-los nos momentos de medo, porém fazendo isso estamos nutrindo o que há de pior nesse cão, a sua própria insegurança e incapacidade de lidar com o desconhecido.

A insegurança anão é um comportamento natural, mas sim um sintoma de associações feitas de maneira incorreta e sem orientação devida. Vamos ver alguns dos sintomas mais comuns e porque eles se manifestam nos cães.

Sintomas de Insegurança nos cães;

  • Dificuldade em lidar com cenários sociais comuns, vistas ao veterinário, banho e tosa ou parques aonde há presença de muitas pessoas e cães. Normalmente o cão retrai, treme e choraminga constantemente.
  • Necessidade de se esconder | Cães que estão sempre buscando aqueles cantinhos da casa, ou vão para baixo dos móveis para não interagir.
  • Retração mediante à aproximação de pessoas ou outros cães.
  • Linguagem corporal sempre evidente com rabo baixo ou entre as pernas, orelhas para baixo, olhos bem abertos e dorso curvado.
  • Dependência extrema dos donos.
  • Reação exagerada ao toque com gritos e fuga.

Todos os sintomas acima estão diretamente ligados à situações aonde o cão não foi exposto de maneira correta e quando reagiu o dono acolheu, sem saber que ali estava nutrindo a insegurança do cão diante daquele cenário.

É preciso deixar claro que não precisamos colocar nossos cães em situações de desafio e deixa-los lidar com isso sozinhos. Os cães precisam de orientação e por isso é um erro grave achar que o cão vai aprender sozinho. Todos os cães domésticos precisam aprender exatamente quais os ambientes irá viver e como se comportar em cada uma dessa situações. Essa orientação deve ser dada ao longo da vida do cão e sempre com muita calma e assertividade. Nós humanos somos uma espécie diferente e temos nossos hábitos e não é justo esperarmos que o cão aprenda sozinho.

Como lidar com esses sintomas;

Separe seu lado emocional e entre no modo orientador , seu papel agora é reconstruir associações e remover as reações negativas do seu cão.

  • Comece em casa, evite pegar seu cão no colo, evite falar com ele o tempo todo, deixe que ele sinta que sua postura mudou.
  • Revise seus hábitos domésticos como aonde o cão dorme (ele deve ter o espaço dele e não dividir a cama com você), como é o ritual da alimentação (você deve iniciar, supervisionar e finalizar), como ele reage a visitas (não pegue ele no colo e peça que suas visitas ignorem ele completamente) e como é sua caminhada.
  • Fracione os cenários aonde seu cão demonstra insegurança e comece a revisitar todos (em dias que ele não tem consulta ou banho e tosa) com uma nova postura. Leve seu cão na guia, caminhando ao seu lado de forma tranquila. Ao entrar no lugar, dê um passo de cada vez, sempre respirando sem falar.
  • Quando seu cão demonstrar sinais de insegurança, não fale, não toque e nem faça contato visual com o cão, apenas segure a guia e respire, use sua linguagem corporal e mostre que ele precisa relaxar esperando ali. Essas visitas serão um exercício de reconstrução de associação, mas o sucesso desse processo depende apenas de como você vai lidar com ele. Não se deixe levar pelo emocional, mantenha a calma e acredite que seu cão precisa reaprender.
  • Só dê afeto ao seu cão quando ele realmente estiver calmo e relaxado. Se houver qualquer sinal de insegurança não toque nele.

Podemos ver que lidar com sintomas de insegurança parece ser muito mais difícil para o dono do que para o cão. Nós somos seres emotivos e temos muitas reservas em situações de fragilidade, porém, se não enfrentamos essa barreira não podemos liderar nossos cães para um caminho de vida mais tranquila.

O processo de reconstrução de associações para cães inseguros pode levar tempo e muitas repetições, pois além da insegurança o cão já criou hábitos, e os mesmo dão trabalho para quebrar. Mas nada que a consistência e a persistência não possam vencer, por isso, cães inseguros precisam de donos confiantes, dedicados e muito objetivos.

Viver com insegurança é viver num estado nebuloso aonde o mundo traz expectativas ameaçadoras ao olhos do cão, fazendo com ele viva uma vida infeliz e cheia de tensões. Ter pena e acolher o cão só fará com ele retraia mais e viva eternamente nesse estado desconfortável. Trabalhe com seu cão na reconstrução comportamental, e faça dele um cão realmente feliz, tranquilo e confiante!

Veja aqui alguns vídeos relacionados à esse tema;