O sintoma excitação em cães é pouco trabalhado e muitas vezes visto por nós humanos como apenas alegria. É claro que todos queremos cães alegres, mas devemos ter muito cuidado com a famosa excitação, que quando não trabalhada pode chegar a atrapalhar a convivência doméstica e social.

Vamos entender melhor como a excitação se manifesta de forma natural, como e quando sai do limite. Num convívio natural de matilha a excitação dos cães é muito controlada, já que a sobrevivência da espécie depende da interação e dinâmica da matilha social.

No contexto doméstico, normalmente nutrimos a excitação dos cães filhotes, sempre falando com eles, pegando no colo e criando brincadeiras e interações que fazem o cão se agitar. Deixamos que ele pule em nós, e sempre fazemos carinho quando vemos expressões de excitação porque nosso intelecto interpreta essas atitudes como alegria. Porém, no mundo animal, excitação em excesso não é bem vista, e rapidamente é corrigida pois afeta o equilíbrio da matilha.

Excitação gera caos, descontrole e tumulto, e tudo parece muito divertido quando o cão é filhote, mas após alguns meses, esse comportamento pode se tornar inconveniente e intolerável, principalmente para outros cães.

Vamos analisar os sinais de excitação;

  • Extrema agitação diante de novos estímulos (novas pessoas, cães, lugares)

  • Corpo inquieto, rabo balançando sem parar, aproximação forçada em direção à humanos e cães.

  • Pulos e latidos constantes

  • Dificuldade em relaxar (o cão está sempre andando de um lado pro outro)

  • Respiração ofegante constante

  • Olhos arregalados sempre buscando contato

  • Dificuldade de caminhar de forma relaxada, puxa a guia em direção a todos os estímulos

  • Necessidade de estar sempre muito perto das pessoas e outros cães de maneira invasiva

  • Passa por portas, portões, entradas e saídas de lugares de forma agitada e descontrolada.

Esses são alguns dos sinais mais clássicos de cães excitados, e podemos ver como esses sintomas podem facilmente serem confundidos com a simples alegria. Na verdade cães excitados não são exatamente felizes, pois a excitação nos cães gera uma aceleração constante no funcionamento do corpo e da mente, sendo muito mais prejudicial do que benéfica. Excitação extrema gera dificuldade de relaxamento e tranquilidade, o que configura desequilíbrio. Seria como uma pessoa que está eternamente alertana expectativa do que vai acontecer, não relaxa, não dorme direito e está sempre agitada. Será mesmo que é bom viver assim?

Como lidar com esse sintomas?

Todo o treinamento de ajuste comportamental deve seguir o conceito simples de equilíbrio, por isso, se temos excitação, vamos trabalhar na paciência, harmonia e tolerância.

  • Mude sua postura com seu cão, seja mais sereno e calmo

  • Todas as vezes que seu cão se agitar, corrija de forma firme, objetiva e calma (se você perder o controle, como seu cão vai aprender a se controlar?)

  • Fale uma vez só o que deve ser falado. Quanto mais falamos, mais emanamos energia e para um cão excitado quanto menos voz melhor. Use sua linguagem corporal.

  • Reclame seu espaço. Cães excitados são muito invasivos e precisam de limites mais do que qualquer outra coisa. Não permita que ele suba ou pule em cima de você, defina um espaço para ele e exercite esse lugar como seu novo mantra.

  • Controle seu estado mental em todas as interações com seu cão, isso inclui, alimentação, caminhadas e rotina domestica e social. Quanto mais calmo você estiver, mais fácil será para o seu cão entender o que você espera dele.

  • Aprenda a fazer seu cão esperar. Esse é um exercício que exige muita concentração e drena muita energia, mas se feito da maneira correta, vai ajudar seu cão a relaxar em situações extremas trazendo ele para um estado mais calmo e tranquilo.

  • Quando sair com seu cão para caminhar, defina como essa caminhada vai acontecer, nos seus termos. Seu cão deve caminhar ao seu lado ou atrás de você. Nenhuma distração deve ser permitida. Evite deixar pessoas e outros cães se aproximarem dele nessa fase. Lembre-se, ele precisa aprender como interagir com os outros de forma educada.

Vale lembrar que cães excitados são aqueles que de desencadeiam brigas em parques e encontros desastrosos em pet shops e outros ambientes sociais. Outros cães, mais equilibrados e principalmente os mais experientes, não toleram esse comportamento e vão corrigir seu cão da maneira que acharem necessário. Excitação é um comportamento anti social, e por isso, sem o devido treinamento e condicionamento, seu cão pode facilmente se tornar a vitima de um ataque, aonde a causa será o seu próprio comportamento. 

Na fase de reestruturação de rotina seu cão vai contar totalmente com você, ou seja, ele vai testar sua paciência, sua tolerância e sua capacidade de comunicação. Deixe as regras claras e não tire folga do seu papel de líder. Quebrar maus hábitos requer dedicação e muito esforço, mas não desista! Seu cão pode se transformar muito mais rápido do que você imagina, só depende de você. 

Veja aqui alguns vídeos relacionados à esse tema;