Coprofagia em cães: como fazer mudanças na rotina diária para eliminar esse problema.

Coprofagia, infelizmente é um mal que atinge muitos cães domésticos, e muitas teorias existem sobre sua causa, mas a verdade é, todos queremos uma solução! 

Eu acredito que todo problema de comportamento, independente da causa, deve ser tratado com um bom planejamento de rotina e orientação, antes de qualquer outra coisa. É extremamente importante que o cão entre numa rotina adequada, com atividades físicas, desafios psicológicos e interação produtiva e educativa diariamente. 

Outra questão importante é supervisão. Cães sem supervisão, e sem prévia noção de orientação adequada, tendem a fazer escolhas ruins, e comer fezes é uma delas. O uso correto da caixa de transporte é essencial nesses casos, já que será preciso existir um espaço seguro, do tamanho correto, aonde o cão deve ficar quando não puder ser supervisionado.

No vídeo abaixo vocês vão ver minha explicação detalhada sobre o assunto e como vocês podem aplicar tudo isso na rotina diária dos seus cães tendo bons resultados. 

Para finalizar, vamos resumir os pontos importantes que devem ser revistos e quais mudanças na prática vocês devem fazer: 

1. Corte a liberdade sem supervisão: Lembre que seu cão ainda não sabe bem o que fazer, e está cometendo erros, por isso, esteja presente, oriente, use a guia, faça treinos e quando não puder estar com ele, use a caixa de transporte como lugar de descanso. Lembre de sempre levar seu cão na guia para usar o banheiro antes de coloca-lo na caixa, e assim que tira-lo dela, sempre orientando e mostrando o lugar certo. 

2. Crie uma rotina estruturada: Defina horários específicos de caminhadas e seja consistente. Cães aprendem com muita facilidade quais são os horários de atividades físicas, e normalmente usam essas oportunidades para usar o banheiro. Use a comida do dia para os treinos, em horários específicos. Cães usam o banheiro depois que comem, e se você tiver horários para treinos seu cão vai entender que depois dessa atividade, também terá a oportunidade de fazer xixi e cocô, e você vai estar presente para supervisionar e corrigir se for o caso.

3. Crie uma consequência de valor para o ato: Quando queremos extinguir um comportamento negativo precisamos criar uma consequência de valor, que mostre ao cão que discordamos com aquele comportamento ou atitude, por isso, use a guia, use linguagem corporal e atitude ou use a ferramenta que pode ser mais eficaz (na minha opinião, a coleira eletrônica da e-collar), mas mostre a consequência no momento certo.  Você pode fazer isso de maneiras diversas, mas tenha em mente que cada cão reage de uma forma, por isso, a consequência deve ter valor para o seu cão, e ser suficiente para ele não querer mais comer as fezes. 

Lembre que cães precisam de regras, limites e consequências para aprender da mesma forma que precisam de motivação para fazer boas escolhas. Seja um bom líder, mostre ao seu cão que você está ali para ajudar, e com sua orientação ele pode vencer desafios e superar problemas de forma segura,