Modo Caça "Prey Drive"

O modo caça ou “prey drive” é uma característica bem primitiva dos cães e muito comum. Vemos muito em filhotes e em cães com predisposição à caça, mas outras raças não estão isentas.

Quando o cão tem o modo caça muito aguçado ele vai demostrar uma extrema inclinação à correr atrás de tudo que se movimenta rápido, como pássaros, animais roedores, folhas voando, crianças e pessoa correndo, bicicletas, skates, pessoas de patins etc.

Chamamos de modo caça porque o movimento rápido pode ser confundido pelo cão com uma presa fugindo o que desencadeia a perseguição. Trabalhar com esses cães pode ser um grande desafio já que eles podem ser muito tranquilos até se depararem com um estímulo que faz com eles entrem numa zona de foco tão extrema que eles desligam de todo o resto.

É preciso trabalhar muito a tolerância e exercitar bastante a paciência já que estamos lutando contra puro instinto. Cães com modo caça precisam de donos com uma postura de extrema liderança e calma, pois qualquer instabilidade de nossa parte pode agravar ainda mais esse quadro. Lutar contra instinto não é fácil, e requer uma dedicação extrema com muitas repetições e um condicionamento gradativo, criando associações corretas, introduzindo pequenas distrações e aplicando as correções quando o aprendizado está sólido.

Exercícios de condicionamento;

  • Comece dentro de casa, criando uma estrutura de convívio baseada em tolerância e respeito e paciência. Os exercícios abaixo são a introdução ao condicionamento do cão frente à estímulos, do mais baixo ao mais alto.
  • Crie um lugar para seu cão ficar (um tapete, uma cama elevada ou um espaço no chão. Leve seu cão até o local e marque o lugar com uma palavra assim que ele colocar as quatro patas no lugar. Retire ele do lugar, na guia, caminhe em volta de coloque-o novamente repetindo o mesmo processo. Para criar essa associação correta é preciso refazer o exercício várias vezes. Lembre-se, paciência é a chave. No início, o exercício deve ser feito num espaço controlado sem distrações, e aos poucos, quando o cão entender o que deve ser feito, introduzimos as distrações, sempre começando da mais leve , e aumentando de forma gradativa.
  • Dê muita ênfase as caminhadas estruturadas, ou seja, caminhar é uma missão, e deve ser cumprida nos mínimos detalhes. O cão deve caminhar ao seu lado ou atrás de você. Ele não deve ter a liberdade de cheirar tudo e todos, não deve fazer xixi em todas as gramas e não deve se apresentar para pessoas ou cães. Parece um passeio restrito mas na verdade é a melhor forma de cultivar uma postura mais calma e serena nos cães, especialmente aqueles com modo presa.

Dentro de casa, exercite a tolerância do seu cão, criando movimentos rápidos com objetos e pessoas no raio de visão do cão sem que ele possa intervir, mantendo-o no mesmo lugar. Lembre-se, ensaie seu comportamento ideal antes de colocar seu cão frente a frente com seu maior desafio. Isso fará com que ele aprenda o comportamento com correções bem mais leves, e com uma comunicação bem mais clara.

Todo o trabalho de modificação comportamental exige esforço e dedicação por parte dos donos, sem a participação e colaboração de todos da família, o cão não vai mudar.  Toda mudança é investimento de tempo e energia em prol de um resultado melhor, por isso, não desista de trabalhar com o seu cão quando encontrar dificuldades, pense no processo como investimento para um futuro melhor para você e seu cão ao longo da vida!